Recupere as suas sobrancelhas com o Microblading


Sobrancelhas que desapareceram no tempo podem ser recuperadas com sucesso, graças ao Microblading. Se acha que é uma técnica pouco confiável ou perigosa, descubra tudo a propósito e acabe com as suas dúvidas.



As sobrancelhas são um ponto chave no olhar de todos. A micropigmentação é a técnica que corrige pequenas imperfeições ou assimetrias, em muitos casos pode mesmo alcançar um efeito de levantamento visual.


No Microblading é feito um corte superficial, após o qual é colocado o pigmento. No entanto, a micropigmentação requer o uso de um equipamento denominado microdermógrafo, que permite que o pigmento seja colocado com uma agulha. O que as duas técnicas têm em comum é que é possível pintar a sobrancelha fio a fio, podendo o Microblading durar de seis meses a um ano, enquanto a micropigmentação pode durar de dois a três anos.


Em qualquer das técnicas, o trabalho é realizado sempre ao nível da epiderme e, portanto, nenhuma delas produz efeitos adversos como os que podem ocorrer em consequência de fazer uma tatuagem, uma vez que os pigmentos são colocados ao nível da derme.



Proteja a sua pele durante o inverno



Sabia que a micropigmentação não é definitiva?

Dependendo da pessoa, o resultado pode durar entre 6 e 18 meses e a sua eliminação é progressiva. Com o passar do tempo o pigmento vai sendo eliminado por completo e, aproximadamente em 5 anos, não vai sobrar qualquer vestígio.


Um dos medos que a maioria das pessoas tem ao decidir se opta ou não por fazer micropigmentação é o receio sobre o resultado, isto é, se este será realmente o que elas esperavam.


Na Isabel Lopes – Loft, ocorre primeiro uma sessão de design, antes de avançar com o pigmento, para que seja possível o cliente decidir sobre o que realmente quer. Definido o design, a técnica vai aplicar o pigmento, repetindo o resultado.



A quem não é aconselhada a micropigmentação


1 # Condições da pele do rosto

Eczema, psoríase, ceratose pilatis. Como a pele está constantemente a descamar e geralmente com prurido, não retém muito bem o pigmento.


2 # Condições crónicas como acne e rosácea

Este tipo de pele é muito sensível ao sangramento, o que significa que não reterá bem o pigmento já que o sangue o expele, além disso, pele muito oleosa com poros muito abertos faz com que as linhas se expandam ou engrossem levemente.


No caso das dermatites, a linha tende a cicatrizar um pouco mais fria, às vezes obtendo um resultado mais acinzentado.


3 # Pessoas em tratamento com Botox

Se está em processo de intervenção de toxina botulínica, não deve realizar este procedimento. Espere para fazê-lo três semanas após a aplicação.


4 # Pele muito fina

A pele fina tende a segurar menos e a cor também pode variar para um tom mais frio.



5 # Microblading anterior

Colagénio e pele, neste caso, não são os mesmos e muitas vezes é difícil conseguir uma aparência natural quando já existe uma forma e um padrão ou pigmento muito diferentes na pele.


6 # Tratamentos dermatológicos invasivos

O uso contínuo de Acutanne, peelings, retinol não fazem boa retenção e alteram o estado da pele, portanto, é melhor suspender seu processo e/ou uso antes do tratamento com Microblading.


7 # Medicamentos

Sem anticoagulantes. Se os toma, deve suspender 5 dias antes do tratamento com Microblading, se tal não afetar a sua saúde.


8 # Condições Sistémicas

Gravidez – Não é adequado para mulheres grávidas, uma vez que a anestesia entra na corrente sanguínea. O processo hormonal também afeta a cicatrização de Microblading.


Hemofilia e Hepatite – São complexas para esse procedimento, embora possa ser realizado sob autorização médica.


Diabetes – Nem as pessoas com diabetes podem fazer Microblading. O teste de glicose no sangue deve estar abaixo de 200mg / dl.


Hipotireoidismo – Pessoas com hipotireoidismo geralmente retêm muito pouco pigmento e a pele é oleosa, o que não a torna um bom candidato. É muito provável que o procedimento dure muito pouco ou simplesmente não se fixe. Todos os casos variam dependendo de cada organismo.


Problemas cardíacos – Estes problemas e o uso de medicamentos para isso, assim como bypass, carecem da consulta com um médico antes de realizar o processo.


9 # Problemas de cura

No caso de pessoas que tendem a formar queloides é preferível evitá-los, já que não se sabe como a pele pode reagir ao Microblading.



Veja ainda: Gessoterapia Facial - para que serve?



Na Isabel Lopes – Loft pode encontrar este e outros serviços estéticos de rosto, idealizados e disponíveis para auxiliar na busca de um equilíbrio entre a mente, o espírito e a beleza.



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo